frete grátis em compras para SP e RJ a partir de R$ 150

10% OFF com: PRIMEIRACOMPRA

O Que Tem Na Geladeira? Os segredos da nutricionista Vitoria Falcão para uma alimentação saudável

Vitoria Falcão é daquelas pessoas que irradiam luz e inspiram todo mundo a um olhar mais atento e harmonioso na sua relação com a comida.

Nutricionista clínica e esportiva, com experiência em Nutrição Ayurveda e Dietoterapia Chinesa, ela sabe muito bem como cuidar do corpo e da mente, em sintonia. Por isso, mostra que é possível ter uma alimentação saudável com boas escolhas, sem restrições e com equilíbrio em todos os sentidos (mente, corpo e espírito!).

Vi Falcão defende a comida de verdade, limpa, saudável e deliciosa.

Inspirados pelo seu ponto de vista, convidamos Vitoria para estrear a nossa série O que tem na Geladeira?.

Espiamos e conversamos com ela sobre seus hábitos, dicas e truques para fazer as melhores escolhas no dia a dia. Aqui, ela também conta quais são seus temperos preferidos, os curingas da cozinha e truques para evitar o desperdício de alimentos.

Vem espiar.

Filosofia Alimentar em uma frase:

Alimente sua mente com pensamentos saudáveis para que seu corpo possa refletir saúde.

Indispensáveis na geladeira:

Legumes em geral – abobrinha, chuchu, berinjela, abóbora, batata doce, cenoura, jiló, couve flor e quiabo.

Temperos e especiarias favoritos:

Páprica defumada, canela e cúrcuma.

Fontes de proteínas que mais gosta:

Salmão e tofu.

Tento variar o consumo de proteínas animais e proteínas vegetais. Normalmente à noite, opto sempre por proteínas vegetais e deixo os animais para consumo esporádico aos finais de semana e de dia. Sempre que vou consumir proteína a noite, em dia de semana, opto por peixes.

Consciência alimentar: truque prático para evitar o desperdício?

Cozinhe uma vez para comer duas ou três. Sempre que vou fazer meus legumes ou alguma preparação, procuro fazer uma porção maior para que dure para outra refeição e eu não tenha que ficar sempre preparando algo novo.

Ingrediente que deixa tudo mais gostoso:

Tahine! A famosa pasta de gergelim que parece que combina com tudo (para mim, pelo menos). Uso desde preparações doces até salgadas. Na banana, na berinjela, como molho na salada… meu preferido!

Vegetal favorito e como gosta de preparar?

Abobrinha e berinjela grelhados.

Amo cortá-los redondinhos e grelhar no grill purinhos mesmo. A berinjela fica bem macia e molinha e a abobrinha mantém a crocância, mas com bastante água. Depois é só caprichar nos temperos do prato.

Basiquinhos: alimentos com o melhor custo benefício:

Abóbora: uma super fonte de carboidratos deliciosa, que pode virar sopa, purê ou comer assada. Ela tem um sabor meio adocicado, mas dependendo do tempero puxa mais para o salgado.
Dica: abóbora assada com manteiga ghee e zaahtar fica delicioso ou sopinha de abóbora com gengibre.

Ovos: são super versáteis e podem ser comidos como omelete ou fazer parte de alguma preparação, como panquecas, bolinhos, suflê.

Couve flor: é um alimento que parece que faz o milagre da multiplicação, pois um pé de couve flor rende absurdos e pode fazer parte de vários pratos. Podemos fazer couve flor assada, arroz de couve flor, purê de couve flor.

Acelga: uma hortaliça esquecida, mas super básica e que se bem temperada deixe o prato maravilhoso. Além de ser muito baratinha e render muito. Podemos comer o talo dela com hommus ou até fazê-la grelhada (sim, é só cortar no meio, jogar temperos e colocar direto no grill ou no forno).

Curingas da cozinha: o que você deixa pronto na geladeira para os dias corridos?

Sempre tenho os meus legumes cozidos, mas adoro deixar alguma coisa mais elaborada como hommus, pastinhas de abacate, pesto, molho de tomate…

Dica para interpretar os rótulos de alimentos e escolher bem:

A ideia principal é não ter rótulo. Comida de verdade não carrega rótulo e não tem ingredientes. O básico é o que funciona.
Devemos sempre comer os alimentos mais naturais possível: legumes, frutas, saladas, verduras…
Quando for consumir alimentos industrializados, buscar aqueles com menos ingredientes. Lembre-se que o que está em primeiro lugar na lista de ingredientes, é o que está em maior quantidade, logo, se você for ler a lista e no começo está escrito açúcar, esse produto é comporto em sua maioria por esse ingrediente.
O mais importante é que seja básico, fácil de ler e com nomes conhecidos… Evitar ao máximo corantes, adoçantes e outros químicos.

Doces ou indulgências que não abre mão:

Pastinha de castanhas – sou viciada! Tenho zilhões de potes em casa e vou variando – macadâmia, nozes, castanha de caju, amêndoas, coco…

Adoro comer elas com banana congelada e granola por cima.

Não sei viver sem um chocolatinho do bem também. Procuro sempre algum mais artesanal e que leve poucos ingredientes em sua composição (exemplo: massa de cacau, manteiga de cacau e açúcar).

Favoritos sem lactose: 

Opto sempre por produtos sem lácteos, visto que evito a lactose e a caseína. Busco sempre produtos que não contenham esses dois.

Tenho algumas marcas bem xodós que fazem doces incríveis sem nada de laticínios e sempre opto por elas.

Como outras substituições no dia a dia, opto por leite de coco ou de amêndoas e crio minhas receitinhas – brigadeiro, molho branco, leite condensado…

Parece, mas não é! Fuja de rótulos que contenham:

Óleo vegetal: as pessoas não se atentaram, mas muitos rótulos dizem apenas: óleo vegetal. Em sua maioria se trata de óleo de canola ou óleo de soja, que são super ruins para a saúde e não trazem nenhum benefício.

Sucralose: um dos piores adoçantes, mas que por muitos ainda é visto como saudável. Às vezes, nos atentamos somente ao zero açúcar, mas esquecemos de ver com o que é adoçado.

Maltodextrina: também é um tipo de açúcar e entra na mesma história da sucralose.

Lugares preferidos para comprar saudável:

Em São Paulo: Mercado Aldeia, Casa Santa Luzia, Rei Dos Grãos, Mundo Verde, Alternativa Casa Do Natural, Nação Verde, Empório Quatro Estrelas (Site)

Comida que acalma. Sua comfort food:

Pergunta muito difícil! Tenho comidas que são muito comfort, mas que não fazem parte da rotina, pois são muito específicas, tipo o escondidinho de carne seca da minha mãe ou o bolo de milho da minha sogra. Mas na rotina do dia a dia, eu aposto no mingau ou uma abóbora assada com salmãozinho grelhado, legumes com tahine…

Comer é tudo de bom!